Maniche, que representou o FC Porto entre 2002 e 2004, elogiou a organização do clube azul e branco, realçando que se sentiu muito especial com a camisola azul e branca.
«Senti logo que era um clube diferente, muito organizado e disciplinado. Aprende-se a ser homem e jogador. Sinto-me privilegiado por ter sido jogador do FC Porto, clube onde me senti muito especial e onde contribui para grandes sucessos. No FC Porto aprende-se a ser homem», disse o antigo jogador, numa entrevista à Rádio Renascença.
A cinco jornadas do fim do campeonato nacional, e com o FC Porto na segunda posição, atrás do Benfica, Maniche referiu que os erros de Vítor Pereira foram determinantes para uma possível entrega do título de campeão nacional ao rival Benfica.
«Naquele clube há uma cultura de exigência muito grande. Vítor Pereira é bom treinador, mas está numa estrutura que não fica contente por vencer apenas por 1-0. Uma estrutura que procura sempre o sucesso, e a verdade é que a equipa vacilou e não teve o carácter necessário, em algumas partidas», explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.