O Ministério Público acusou 13 adeptos do Sporting de Braga de participação em rixa, por alegadamente se terem envolvido numa “refrega” com adeptos do Vitória, em Guimarães, quando iam assistir a um jogo de futebol entre os dois clubes.

Em nota hoje publicada na sua página, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto acrescenta que o Ministério Público (MP) pediu também a condenação dos arguidos na pena acessória de interdição de acesso a recintos desportivos.

Os factos remontam a 18 de fevereiro de 2018, nas imediações do Estádio D. Afonso Henriques, por ocasião de um jogo de futebol entre o Vitória de Guimarães e o Sporting Clube de Braga, a contar para a 28.ª jornada da I Liga de futebol.

Segundo o MP, os arguidos, “enquanto adeptos do Sporting de Braga, integraram grupo que se envolveu em refrega com outro grupo de adeptos, este afeto ao Vitória, com arremesso de pedras, garrafas, mesas e cadeiras das esplanadas dos estabelecimentos comerciais circundantes”.

Ainda de acordo com a acusação, “por força desta contenda sucederam estragos materiais em viaturas estacionadas e foram partidas montras, cadeiras e mesas de diversos estabelecimentos comerciais das zonas envolventes.

Resultaram ainda ferimentos em duas pessoas e “alarme social nos cidadãos”.

Os arguidos estão acusados da prática de um crime de participação em rixa na deslocação para ou de espetáculo desportivo, punível com pena de prisão até três anos ou com pena de multa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.