Numa entrevista concedida ao jornal desportivo 'O Jogo', o guarda-redes do Sporting falou da chegada do novo treinador a Alvalade e da crise de resultados que o clube sofreu.

"Temos um treinador novo, com novas ideias, queremos fazer o melhor e ir à Europa é um objetivo. Temos de conseguir o lugar mais acima possível. O míster passa uma energia muito positiva ao grupo, que está muito feliz, e estamos a trabalhar para chegar aos lugares acima", começou por frisar Luís Maximiano.

O jovem guardião referiu ainda que a equipa está "a encarar jogo a jogo, não vamos estar a pensar já nos últimos jogos quando há mais até chegar lá. Todos os jogos têm a mesma importância. Preparou-nos para o jogo do Aves e agora era o Vitória de Guimarães, mas aconteceu isto que o país está a viver... O pensamento é de um jogo de cada vez e no fim logo se vê."

Quanto à crise de resultado, Maximiano admitiu que teve realmente impacto na equipa. "Quando cais numa fase assim negativa afeta a equipa, o grupo. Num dia somos bons e no seguinte já não prestamos. Mas o que temos de fazer é trabalhar e dar o melhor para sair desta fase", garantiu.

Por fim, o guarda-redes dos leões abordou ainda a tensão que se viveu no Sporting, nomeadamente com as claques. "Claro que quando entramos em campo contamos com o apoio dos adeptos. Quando as coisas não correm bem, com a exigência que os adeptos têm de querer ganhar. É normal haver contestação ou não estaríamos a jogar num clube grande como o Sporting se não quiséssemos passar por isso. Temos de estar preparados para isso. Se não conseguimos ganhar e chegar à exigência que eles querem é normal sermos contestados e temos de fazer o nosso trabalho na mesma", rematou Luís Maximiano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.