O médio João Mendes, de 27 anos, renovou contrato com o Desportivo de Chaves para a temporada 2022/2023, revelou hoje o emblema que está de regresso à I Liga portuguesa de futebol.

No comunicado divulgado na rede social Facebook, o clube de Trás-os-Montes apontou que João Mendes foi “um dos grandes obreiros da subida de divisão”, sem especificar, no entanto, a duração do contrato.

Na temporada passada, a primeira ao serviço dos flavienses, o médio realizou 26 partidas, apontando três golos e duas assistências.

João Mendes, formado no Leixões, já competiu no principal escalão do futebol português ao serviço do Tondela, nas épocas 2018/2019 e 2020/2021.

Soma ainda passagens por clubes como Gondomar, Gouveia, Operário Lagoa, Oliveirense, Académica e Estoril.

Para o regresso ao topo do futebol português, os flavienses renovaram com Vítor Campelos, que liderou a equipa até à subida.

Os exames médicos do plantel vão decorrer em 28, 29 e 30 de junho, sendo que o primeiro treino está agendado para 01 de julho.

A pré-temporada dos transmontanos irá decorrer em Chaves, no distrito de Vila Real, com o plantel a utilizar o relvado principal do Estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira e o relvado do Complexo Desportivo Francisco Carvalho.

O plantel também poderá utilizar o relvado do Complexo Desportivo de Vila Pouca de Aguiar, no mesmo distrito, durante a pré-temporada.

Os flavienses asseguraram a subida de divisão na época 2021/2022 na derradeira tentativa, após terminarem no terceiro lugar da II Liga, ao eliminarem o Moreirense, antepenúltimo da I Liga, no ‘play-off’ de acesso ao principal escalão.

Esta é a quarta subida ao principal escalão do futebol português para o Desportivo de Chaves: a primeira ocorreu na época 1984/1985, seguindo-se uma segunda, na temporada de 1993/1994 e a penúltima, em 2015/2016.

Em 16 participações no escalão principal, os transmontanos atingiram a glória na década de 1980, quando, na temporada 1986/1987, atingiram o quinto lugar e a qualificação inédita para a antiga Taça UEFA na época seguinte.

Em 1989/1990, seguiu-se novo quinto lugar, repetindo a melhor classificação entre os ‘grandes’.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.