O Benfica recebe o Moreirense este sábado (18h30), em jogo da 2.ª jornada da Primeira Liga. Questionado sobre a ausência de adeptos nos estádios portugueses, Jorge Jesus disse não entender a decisão.

"Espero que isso seja uma possibilidade rapidamente. Com todo o respeito pela DGS, são eles os responsáveis por dar autorização, mas não entendo porque é que não há espectadores no futebol. Essa conversa de que as pessoas têm comportamentos diferentes no cinema, no teatro, na festa do Avante... e ainda bem que houve [Festa do Avante], fiquei todo feliz. Quem consegue ter um controlo da situação como qualquer clube em Portugal pode fazer em função da lotação do estádio. Tivemos a final da Supertaça Europeia com 20 mil pessoas no estádio, não entendo porque não pode acontecer o mesmo na Luz ou no Dragão... Não sei qual é a máscara que os políticos põem...", começou por dizer o técnico, em conferência de imprensa.

"No mundo, o futebol foi a atividade profissional que melhor soube conviver com o vírus. Temos de viver com ele. Primeiro temos de testar, que é isso que a gente não faz. Nem toda a gente pode ser testada. Temos de saber testar, saber prevenir e saber isolar. Ou então vamos todos para casa e ficamos todos malucos. Temos que ser realistas e tirar a máscara! Sabemos que a Covid-19 não tem cura, mas sabemos como devemos agir. Vim de um país com muitos casos de covid-19 [Brasil] e daqui a algumas semanas já vão ter adeptos e aqui andamos a inventar o que não tem de se inventar", acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.