O Presidente do FC Porto, Pinto da Costa, recusou representar os clubes numa reunião com os operadores televisivos, segundo avança o jornal 'Record'.

Em causa estão as palavras do presidente do Marítimo, Carlos Pereira, que depois da reunião em São Bento com os três grandes, a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional apelidou dos três grandes de "traidores".

Pinto da Costa não gostou das palavras, e apesar da tentativa do líder do clube insular de as explicar, o líder portista deixou bem vincado que não vai integrar qualquer 'task-force' com os restantes 'grandes' (Benfica e Sporting) para as conversações com as operadoras televisivas.

É mais uma polémica que surge depois de uma reunião quente, em que o futuro de Pedro Proença à frente da organização esteve em causa, com o Presidente do SC Braga, António Salvador a pedir a demissão dos clubes que integram a direção da LPFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.