A Liga Portuguesa de Futebol Profissional, a Associação Nacional dos Treinadores de Futebol, o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol e a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol vão lutar este fim de semana contra discursos de ódio.

Segundo comunicado conjunto, aquelas entidades propõem-se publicar nas respetivas plataformas de comunicação (sítios, páginas e redes sociais na Internet) conteúdos de sensibilização, defendendo “um desporto melhor, mais inclusivo, sem xenofobia e racismo (...), de respeito universal e de onde o ódio escondido por nomes anónimos nas redes sociais tem que desaparecer”.

Os responsáveis pela ação, intitulada “Mais Futebol, Menos Ódio!”, garantiram que nenhuma atualização vai ser feita naquelas várias plataformas virtuais entre as 18:00 de sexta-feira e as 22:30 de segunda-feira, ou seja, enquanto decorrerem os jogos da segunda ronda das competições profissionais.

“Em todas as jornadas, as redes sociais, os ‘sites’ e até os telefones pessoais são invadidos por milhares de comentários, insultos, críticas e até ameaças, escritas por indivíduos sob o anonimato de um teclado, com a sensação de impunidade e de quem não será alvo de qualquer consequência. Mas não existem territórios sem leis. É altura de dizer basta! Todas as práticas criminosas têm de ser punidas”, lê-se ainda.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.