Declarações de Franclim Carvalho, treinador do Belenenses SAD, após a derrota diante do Famalicão (2-3), no Estádio Nacional, da 33.ª jornada da I Liga.

Manutenção: "Tenho de acreditar. Obviamente que está mais difícil, mas sempre disse que se ia resolver na última jornada. Agora, só nos resta a questão do ‘play-off’ e temos de fazer o nosso trabalho, que é ganhar, e esperar que os outros adversários não façam o seu trabalho."

Análise ao jogo: "Ao intervalo, o resultado peca por escasso. Não me lembro de nenhuma oportunidade do Famalicão na primeira parte e lembro-me de várias nossas. Na segunda parte, a malta que estava de fora fez alguma falta. Não tinha gente para mexer no meio-campo, tinha o Afonso Sousa e o Braima Sambú na primeira zona e, se tivesse o Yaya Sithole, o Sandro ou o Cafú Phete, teria sido diferente. O adversário acaba por fazer dois golos, nós acabamos por empatar e, naquela fase de loucura, em que empatar ou perder era igual para nós, o adversário faz o terceiro. Parabéns ao Famalicão."

Desilusão: "Tento estar sempre bem-disposto, mas é normal que esteja um bocado abananado. Sabíamos que dependíamos única e exclusivamente de nós, mas agora temos de esperar que os adversários não façam o trabalho deles."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.