Melhor começo era difícil: na primeira partida da Primeira Liga o Benfica goleou o Famalicão por 5-1. Waldschmidt estreou-se na equipa e assinou um 'bis' num jogo em que os encarnados ainda contaram com golos de Everton, Grimaldo e Rafa. O golo do Famalicão foi marcado por Guga.

Depois da derrota na Grécia, Jorge Jesus mexeu na equipa promovendo quatro alterações quando comparado com o onze inicial apresentado em Salónica: saíram Seferovic, Pizzi, Weigl e Pedrinho para a entrada de Darwin, Waldschmidt (ambos em estreia oficial), Rafa e Gabriel.

Já João Pedro Sousa apenas pode contar com dois jogadores do seu último onze inicial na I Liga 19/20: mantêm-se Toni Martinez e Gustavo Assunção. Muitas caras novas neste Famalicão.

Os dois estreantes encarnados foram os primeiros a chegarem perto da baliza com diferentes níveis de perigo: primeiro foi Darwin, após livre batido por Taarabt, com o uruguaio a atirar muito por cima da baliza de Zlobin aos seis minutos, No minuto seguinte Waldschmidt atirou à malha lateral da baliza famalicense.

O Benfica tinha mais bola na partida e ao 19.º minuto chegou ao golo por um dos estreantes da equipa: Waldschmidt, após passe de Darwin, surgiu na cara de Zlobin e picou o esférico por cima do guardião do 'Fama' assinando o primeiro golo oficial pela equipa e o primeiro golo da edição de 2020/2021.

Apesar do susto que a equipa da casa provocou logo após o primeiro golo, as 'águias' não precisaram de muito tempo para celebrar o segundo: saída rápida do ataque encarnado pela direita, após passe longo de Gabriel, com André Almeida a colocar em Everton 'Cebolinha' que à entrada da área rematou para o fundo das redes do Famalicão aos 21 minutos da partida.

Dois minutos, dois golos dos dois reforços: as duas contratações davam-se a conhecer à Primeira Liga.

O Benfica continuava a colocar pressão nos famalicenses que tinham dificuldade em sair a jogar e passavam boa parte do tempo dentro do seu meio-campo. Com mais iniciativa o Benfica acabaria por chegar ao terceiro ainda antes do intervalo.

Grimaldo foi chamado a marcar um livre direto e apontou um golaço aos 42 minutos da partida, deixando as águias com uma vantagem de três golos antes do regresso aos balneários.

A perder por três, João Pedro Sousa promoveu duas mudanças no Famalicão, com a entrada de Ibrahim e Patrick William para as saídas de Calvin e Jorge Pereira. Com as mudanças, o 'Fama' entrou a atacar nos primeiros minutos, mas sem conseguir converter isso em golos e o Benfica voltou a tomar conta do jogo e a marcar.

Combinação de Everton com Rafa, com o brasileiro a passar para o remate do ribatejano que apontou o quarto golo da partida aos 52 minutos de jogo.

O resultado era largo, mas o Benfica não dava sinais de abrandamento, acabando por chegar ao quinto golo 14 minutos depois do tento de Rafa.

Nova combinação de Darwin com Waldschmidt, com o uruguaio a entrar na grande área pelo corredor direito e a passar para o alemão que só teve de encostar à entrada da baliza. Uma mão cheia de golos aos 66 minutos.

Depois de sofrer o quinto, o Famalicão chegou ao golo de honra no minuto seguinte. Lameiras, pela esquerda, deixa Grimaldo para trás e cruza para o remate de Guga no centro da área aos 67'.

O Benfica voltou a ameaçar aos 77 minutos quando a bola passou muito tempo perto de Zlobin, mas sem uma finalização certeira dos encarnados. Aos 80 minutos o VAR entrou em cena pela primeira vez esta época para analisar uma possível mão de Del Campo no interior da área, mas a entender que não houve motivo para grande penalidade.

Lameiras já depois do minuto 90, atirou com estrondo ao poste mas o resultado não voltou a mexer e o Benfica começa a Primeira Liga com chave de ouro com uma folgada vitória e com boas indicações dos reforços da equipa, no regresso de Jorge Jesus à Primeira Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.