No seu comentário semanal na 'Rádio Estádio', Bruno de Carvalho, antigo presidente do Sporting, afirmou-se disposto a regressar ao clube sem receber qualquer vencimento até os 'leões' serem campeões. "Estou a oferecer-me humildemente ao clube que amo. Não quero nada, apenas ajudar e fazer o que sei fazer. Amo de morte o Sporting", afirmou, numa sentida declaração de amor aos 'verdes e brancos'.

O ex-dirigente explicou que se encontra disponível para assumir de imediato a liderança da SAD, mesmo com Frederico Varandas a manter-se como presidente do clube. "Predisponho-me a ir para a frente da SAD do Sporting imediatamente, mesmo com o Varandas no clube. Não quero salário, não quero carro, nem cartões. Não quero nada do Sporting. Só quero receber no dia em que o Sporting for campeão nacional de futebol de seniores masculino", vincou Bruno de Carvalho.

O antigo líder explicou o porquê de tomar agora pública esta posição. "Não me interessa nada se fui expulso ou não. Não quero nada! Já não consigo mais ver esta destruição, esta autêntica guerra civil. Amo muito este clube e não consigo continuar a fingir que estou alheado de tudo o que se passa. Amo o Sporting e não consigo afastar este sentimento. Não consigo!", salientou.

Bruno de Carvalho negou, depois, que esteja satisfeito com a situação que se vive atualmente no clube. "Não consigo ver mais o que se passa no Sporting sem que isso me afete. Dizem que estou feliz com o que se passa no Sporting, mas não. Tenho um amor grandioso por este clube e vou levar este amor para além da morte. Por muito que eu queira, não consigo. Quero que as pessoas tenham a noção clara de que a única coisa que me move é querer ver o Sporting estável e a desenvolver-se como estava. Quero um Sporting ganhador! Não me digam que é populismo. É amor e a convicção de que os nossos fundadores estavam certos", referiu.

A terminar, Bruno de Carvalho voltou a sublinhar que tudo o que faz é por amor ao clube, sem qualquer interesse pessoal. "Não quero nada do Sporting. Nunca quis. Eu ofereço-me. O atual responsável financeiro [Salgado Zenha] pode até ser o meu braço direito. Não quero receber nada, zero! Tomava conta das modalidades, também. Não iria engolir sapos, mas sim crocodilos. Mas, pelo amor que tenho ao o Sporting, estou disponível", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.