Bondarenko admitiu a um site ucraniano que não continuar a vestir a camisola do Vitória de Guimarães. Cedido aos vimaranenses pelo Shakhtar Donetsk, o central revelou que ainda não foi abordado sobre uma eventual continuidade na cidade-berço.

"O prazo do meu contrato está a chegar ao fim e ninguém levantou a questão de o prolongar", revelou ao 'Tribuna.com'.

No entanto, Bondarenko referiu também que não deve ter espaço no Shakhtar Donetsk, treinado pelo português Luís Castro. "Têm quatro centrais e compraram outro, o que quer dizer muita coisa", começou por apontar, confessando que "só gostava de jogar futebol".

Além disso, o jogador ucraniano referiu ainda que esteve perto de sair do Vitória de Guimarães em janeiro. "Comecei muito bem a época. Fiz um golo e alguns bons jogos, mas três meses depois da operação, quando recuperei, deixaram de contar comigo. O treinador disse que eu precisava de mudar de clube, estava pronto para sair, mas venderam um dos principais defesas e tive de continuar", contou, referindo-se à venda de Tapsoba.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.