Numa altura em que o futebol está suspenso por tempo indeterminado, devido à pandemia da COVID-19, o Benfica já olha para o mercado de verão. De acordo com o jornal Record, a SAD 'encarnada' já estipulou a meta que quer atingir com os 20 jogadores que estão emprestados a outros clubes e que não irão regressar à Luz: 20 milhões de euros.

Neste âmbito, Krovinovic deverá ser o jogador que mais dinheiro dará a ganhar às 'águias'. O sérvio, recorde-se, está cedido ao West Bromwich Albion e vê com bons olhos a permanência em Inglaterra, sendo que o Benfica não quer um encaixe inferior a 11,5 milhões de euros com a venda do médio

A SAD benfiquista também poderá conseguir um encaixe volumoso com a possível venda de Facundo Ferreyra. O Espanyol tem uma opção de compra no valor de oito milhões de euros, mas mesmo que não a acione, o clube da Luz não pretende vender o avançado argentino por um valor inferior a 10 milhões de euros.

Para além de Krovinovic e Ferreyra, o Benfica tem ainda mais 18 jogadores cedidos, que podem permitir um encaixe financeiro: Bruno Varela (Ajax), Igor Rodrigues (Chaves), Alex Pinto (Gil Vicente), Pedro Pereira (Bristol), Conti (Atlas), Lema (Newell’s Old Boys), Fejsa (Alavés), Alfa Semedo (Nottingham Forest), Gedson (Tottenham), Nuno Santos (Moreirense), Caio Lucas (Sharjah), Diogo Gonçalves (Famalicão, mas vai regressar), Yony González (Corinthians), Willock (Huddesfield), Heriberto (Boavista), Cádiz (Dijón), José Gomes (Lechia Gdansk), Pedro Henriques (Feirense) e João Victor (Fafe).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.