O Gil Vicente foi multado em 2.550 euros pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, devido à ausência do treinador Vítor Oliveira na flash-interview no final da partida frente ao Vitória de Guimarães.

A equipa de Barcelos enviou o treinador adjunto Mário Nunes, justificando a decisão com o facto de Vítor Oliveira ter sido levado “para debaixo dos chuveiros na comemoração da vitória que garantiu a manutenção, estando este completamente encharcado”.

O Conselho de Disciplina acabou por multar o Gil Vicente por incumprimento do artigo 91, nº.1, alínea c, do regulamento de competições, que define que a flash-interview “tem a participação obrigatória de dois elementos de cada equipa, designadamente, o treinador principal e um jogador”.

O Gil Vicente venceu na quinta-feira na visita ao Vitória de Guimarães, por 2-1, na 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, com a equipa de Barcelos a marcar dois golos nos descontos e a garantir a manutenção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.