O FC Porto iniciou da melhor maneira a defesa do título nacional, ao receber e vencer na noite deste sábado o Sporting de Braga 3-1, um jogo da primeira jornada da I Liga de futebol em que até esteve a perder.

Os 'arsenalistas', terceiros na última edição da prova, adiantaram-se aos 21 minutos, através de Castro, mas os 'dragões' viraram o resultado ainda na primeira metade, com golos de Sérgio Oliveira (45+1) e de Alex Telles (45+4), este de grande penalidade. O mesmo Alex Telles (89) 'bisou' na partida, na conversão de outra grande penalidade.

Exibição de gala no meio de muitos rumores

Numa altura em que muito se fala sobre uma possível saída de Alex Telles do FC Porto, o lateral brasileiro mostrou que está focado em ajudar a equipa de Sérgio Conceição e foi determinante para a vitória frente ao SC Braga, ao fazer a assistência para o golo de Sérgio Oliveira além de apontar dois golos de grande penalidade.

Ao fazer o primeiro bis da carreira, Alex Telles tornou-se ainda no defesa mais goleador da história do FC Porto com 26 golos, deixando para trás Zé Carlos e Jorge Costa, que tinham o recorde de 25 golos cada um. A iniciar o último ano de contrato com o FC Porto, Alex Telles tem sido fortemente apontado à porta de saída com Manchester United e Paris Saint-Germain entre os principais interessados na sua contratação. Apesar disso, o defesa brasileiro entregou-se ao jogo de corpo e alma e provou que os rumores não afetam o seu trabalho.

Ao som da 'música' de Alex Telles, o FC Porto conseguiu assim os três primeiros pontos da nova época na I Liga. Os dragões foram superiores aos arsenalistas na maior parte do jogo, embora as duas equipas tenham entrado sem arriscar muito. A equipa de Sérgio Conceição deu assim continuidade às boas exibições que lhe valeram o campeonato nacional na última época, enquanto o Sporting de Braga vacilou perante a pressão de um forte adversário que tinha vencido por duas vezes para o campeonato na época passada. O SC Braga foi, aliás, o único a vencer todos os jogos com o FC Porto, inclusivé a final da Taça da Liga.

Resumindo, a vitória do FC Porto foi justa e premiou o trabalho e a boa exibição de jogadores como Alex Telles, Sérgio Oliveira e Manafá. Do lado de Carlos Carvalhal ficou a faltar a criatividade. A equipa bracarense entrou bem no jogo, mas foi-se perdendo e os dois golos do FC Porto em cima do intervalo foram a gota de água. Na segunda parte, o treinador do Sporting de Braga ainda esgotou as substituições numa tentativa de refrescar a equipa - que apresentava um visível desgaste físico - e de contrariar a ofensiva portista, mas nem o sangue fresco (e o talento dos jogadores lançados) foi suficiente para virar o resultado.

O momento do jogo

Numa altura em que o empate parecia certo para o intervalo, a grande penalidade assinala a favor do FC Porto veio dar o oxigénio que a equipa de Sérgio Conceição precisava e o desalento que os homens de Carlos Carvalhal não seriam capazes de contrariar. Tudo surgiu de uma entrada de Raúl Silva sobre Marega na área, que viria a ser resolvida da marca dos onze metros pelos pés de Alex Telles.

Os melhores

Correndo o risco de repetir o que já foi dito, a verdade é que a estrela do jogo foi Alex Telles. No entanto, o lateral brasileiro não jogou sozinho contra onze e contou com a ajuda de colegas como Sérgio Oliveira, que esteve em grande plano ao vencer um duelo aéreo para, de cabeça, fazer o primeiro golo do FC Porto. Manafá e Otávio foram outros dos jogadores que se apresentaram em boa forma.

O pior

Na outra ponta da escala está Raúl Silva. Além da fraca exibição, o defesa brasileiro do Sporting de Braga foi ainda o culpado pelo segundo golo do FC Porto ao derrubar Marega na área. Como se tal não bastasse, Raúl Silva acabou por ver vermelho direto, já depois de ter sido substituído aos 61 minutos de jogo, por protestos no banco de suplentes.

O que disseram os protagonistas

Sérgio Conceição: "Se Telles vai sair? Não sei, mas gostava de contar com todos e se chegasse mais alguém não ficava chateado"

Carvalhal: "Viemos para discutir o jogo, para ganhar, é isso que prometemos"

Alex Telles e a eventual saída do FC Porto: "Os jornais escrevem o que querem, eu tenho é de me focar no meu trabalho"

Fransérgio: "Estamos de parabéns, mas em dois minutos perdemos o jogo"

O resumo do encontro

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.