É reconhecido por quase todos que Wayne Rooney é um jogador que está ligado à história do Manchester United.

Representou o clube entre 2004 e 2017, acabando por sair de forma algo polémica dos 'red devils' rumo ao Everton.

Num podcast do emblema britânico, o agora jogador/treinador do Derby County tem a noção de que os adeptos ainda não lhe perdoaram essa 'facada'.

"Relação com os adeptos? Era boa, mas piorou quando pedi para sair. Percebi que eles tenham ficado tristes, mas estavam a acontecer muitas coisas e não estava a gostar do rumo do clube. Alguns adeptos ainda não desculparam, mas eu entendo", referiu.

O avançado, hoje com 35 anos, também confessa que já tinha ponderado deixar o clube, na altura em que Ronaldo e Tévez saíram. "Quando os dois saíram propuseram-me renovar o contrato mas eu queria saber que jogadores iriam ser contratados e perguntei mas Ferguson e ele disse-me que não tinha nada a ver com isso. Disse-lhe que então seria melhor ir-me embora", recordou.

O jogador acabou por arrepender-se dessa abordagem, compreendendo agora a posição do então timoneiro do United. "Ferguson sabia que ao dar-me essa resposta estava a avisar a equipa. Agora entendo que não fazia sentido que um jovem jogador fosse ao gabinete do treinador perguntar-lhe sobre um assunto destes.", argumentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.