O presidente do Arsenal disse hoje que entende “o debate” em torno do treinador do clube londrino de futebol, Arsène Wenger, mas lembrou que “há um contrato até final da época” e que ambos decidirão “o futuro juntos”.

“Estamos conscientes de toda a atenção que tem despertado a situação do clube e entendemos o debate. Respeitamos que os adeptos tenham a sua opinião, mas continuaremos a gerir este clube a pensar no melhor a longo prazo”, escreveu, em comunicado, Sir Chips Keswick.

No comando técnico do Arsenal há 21 anos, o treinador francês vive um dos momentos mais conturbados desde que chegou aos ‘gunners’, agravados com a eliminação da Liga dos Campeões, a sétima consecutiva nos oitavos de final, depois de duas goleadas sofridas com os alemães do Bayern Munique (5-1 nos dois jogos).

“Arsène [Wenger] tem contrato até final da época e qualquer decisão será tomada no tempo apropriado. Decidiremos o futuro juntos”, frisou o presidente do Arsenal.

Depois da eliminação da Liga dos Campeões, centenas de adeptos juntaram-se à porta do estádio do clube londrino a exigir a saída do treinador, empunhando cartazes com inscrições como “Fora, Wenger”, “Não a novo contrato” ou “Todas as histórias têm um fim: Au revoir, Arsène”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.