José Mourinho preferiu destacar a boa primeira parte do Manchester United frente ao Real Madrid. Os ‘red devils’, recorde-se, empataram a uma bola com os ‘merengues’, acabando por levar a melhor na conversão de grandes penalidades.

“Foi uma boa sessão de treino. Uma primeira parte muito positiva contra a forte equipa do Real. Na segunda parte perdemos motivação, intensidade e apetite por jogarmos contra uma equipa mais jovem. Os meus jogadores ficaram desiludidos por não defrontar o Real mais forte após o intervalo", disse o português, no final do encontro.

Sobre a marcação dos penáltis, Mourinho optou por desvalorizar - “Não escolhi os melhores especialistas” – lamentando ainda a lesão sofrida por Ander Herrera.

“Lamento apenas mais uma lesão, a qual espero que não seja grave. Para o Ander Herrera sair ao fim de dez minutos é porque doeu, mas por vezes a dor não significa que seja um problema grande, por isso vamos esperar”, acrescentou.

O treinador português elogiou ainda Anthony Martial, autor do golo dos ‘red devils’, mas pede mais consistência ao jovem.

“Queremos que ele seja mais consistente no seu talento, hoje foi muito positivo para o Martial, foi por isso que o deixei 90 minutos em campo”, explicou.

“Ele estava a jogar com alegria, a tentar novas coisas, e isso é importante nestes particulares, é importante para a confiança dele, os jovens jogadores precisam de tempo para aprender e evoluir”, acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.