O diretor executivo da liga inglesa de futebol, Richard Masters, garantiu hoje que o organismo a que preside está "otimista" quanto ao retorno da competição oficial durante o mês de junho.

Em declarações à BBC britânica, o dirigente explicou que o regresso aos treinos durante a presente semana foi "o primeiro passo" e que é "ótimo para todos, inclusive para os adeptos, ver os jogadores de volta aos relvados", após a interrupção motivada pela COVID-19.

Já à pergunta sobre uma data para a retoma da I Liga inglesa, Masters referiu que "são flexíveis" e que a opção de nova interrupção da época ou mesmo do seu encerramento não estão totalmente descartadas.

"Fizemos todos os possíveis para que o regresso aos treinos se fizesse de maneira segura. Acreditamos que é seguro treinar, mas temos que respeitar a decisão dos jogadores que não o queiram fazer", respondeu Masters, quando questionado sobre o caso do médio francês N'Golo Kanté, do Chelsea, que preferiu não continuar a treinar devido à preocupação com o coronavírus.

A equipa londrina, assim como a maioria dos clubes ingleses, voltou aos treinos na terça-feira e Kanté, depois de testar negativo para a COVID-19, foi um dos jogadores dos ‘blues' que treinaram, mas no dia seguinte já não compareceu.

O Chelsea explicou em comunicado que o médio pediu autorização ao clube e ao treinador, Frank Lampard, para se ausentar e que esse pedido foi aceite, sem especificar os motivos, mas a imprensa inglesa, citando fontes do clube, refere que o jogador de 29 anos não está convencido de que já seja seguro treinar numa fase em que o Reino Unido ainda mantém muitas das medidas de restrição.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.