O Tottenham perdeu com o Burnley, em Turf Moor e somou a quarta derrota em cinco jogos. Um desaire que aparece a seguir a uma fantástica vitória diante do Manchester City o Ethiad. No final do jogo, António Conte, técnico dos londrinos, estava frustrado e deixou no ar a possibilidade de deixar o clube.

"Foi uma noite difícil. Não foi só hoje. Perdemos quatro dos últimos cinco jogos. Significa que haverá uma avaliação por parte do clube sobre mim. Pessoalmente é muito frustrante perder quatro em cinco jogos. Lamento pelos adeptos, eles não merecem isto. Quando perdes quatro jogos em cinco significa que o clube tem de fazer uma avaliação, conversar com todos e perceber qual é a melhor solução", começou por dizer em conferência de imprensa, antes de afirmar que vai falar com a direção do clube londrino.

"O clube muda os treinadores, mas os jogadores são os mesmos e os resultados não mudam. Repito, sou muito honesto para aceitar este tipo de situações e garanto que vamos fazer uma avaliação junto com o clube. Repito, não é bom para toda a gente continuar a perder e eu não posso aceitar isto. Não é bom para ninguém", completou.

Para Conte, o principal responsável são os jogadores. O treinador italiano frisou que não pode ignorar o facto de não conseguir extrair o melhor da equipa e que, como tal, irá aceitar qualquer decisão da direção liderada por Daniel Levy sobre o seu futuro.

"Eu vim para o Tottenham para melhorar a situação, mas neste momento não sei… não sou bom o suficiente para melhorar o clube. É bastante frustrante, trabalhar muito e tentar retirar o melhor dos jogos. Sou demasiado honesto para fechar os olhos. Nos últimos jogos jogámos como se estivéssemos a lutar pela permanência. Esta é a realidade. Assumo a responsabilidade e estou aberto a qualquer decisão. Quero ajudar o Tottenham desde o primeiro dia que cheguei. Perdemos quatro dos últimos cinco jogos e a continuar assim, estaremos a lutar pela permanência", completou.

Antonio Conte parece estar a seguir o caminho de Nuno Espírito Santo e José Mourinho, técnicos que também não conseguiram extrair bons resultados no Tottenham, desde que Mauricio Pochettino deixou o clube, em 2019.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.