O treinador do Arsenal, Arsène Wenger, insistiu esta terça-feira que o avançado chileno Alexis Sanchez, que tem contrato até junho de 2018, vai permanecer no clube inglês de futebol, admitindo mesmo a renovação do vínculo.

“Queremos que os jogadores respeitem os seus contratos. [Alexis Sanchez] Valoriza a equipa e acredito que goste muito do clube. Este não será obrigatoriamente o seu último ano”, disse Wenger aos jornalistas, em Sidnei, onde os ‘gunners’ cumprem um estágio de pré-época.

Questionado se o clube está a ‘barrar’ a transferência de Alexis Sanchez para um clube rival, Wenger foi perentório: “Sim, isso vai na linha do que eu disse no final da última época. É isso que faremos”.

O internacional chileno não está na Austrália com a restante equipa do Arsenal por estar ainda a gozar férias, depois de participar na Taça das Confederações, na qual o Chile foi finalista.

Recentemente, o Arsenal, que falhou o apuramento para a próxima edição da Liga dos Campeões, garantiu recentemente o avançado Alexandre Lacazette ao Lyon, num negócio avaliado em 60 milhões de euros, a mais cara contratação de sempre do clube londrino.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.