Depois de o governo britânico ter aberto finalmente a porta para o retomar da Premier League, ainda que com normas restritas, como a ausência de público nas bancadas, a apreensão continua a ser grande junto de alguns futebolistas. Um deles é Tammy Abraham, jovem avançado do Chelsea.

"O meu pai tem asma. E se a Premier League voltar, eu ficar contagiado e trouxer o vírus para casa? Seria o pior que podia acontecer! A última coisa que quero é contagiar-me", refere.

Abraham espera que, caso se confirme mesmo o regresso da competição, as sanitárias sejam cumpridas. "Estamos todos a ver o que se está a passar no mundo. Todos queremos que o futebol regresse. Eu amo o futebol. A época estava a correr-me muito bem e desejo muito continuar. Mas o mais importante é que todos estejamos bem, sãos e salvos. Só depois poderá vir o futebol", termina.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.