O Leicester carimbou uma vitória histórica na visita ao Arsenal, com os 'Foxes' a vencerem em casa dos 'Gunners' pela primeira vez desde 1973.

Jamie Vardy, aos 80 minutos, assinou o único golo da partida através de um cabeceamento depois de um cruzamento de Ünder. O avançado inglês colocou assim um ponto final a uma seca de golos que durava há mais de 260 minutos.

O Leicester sobe à quarta posição da Premier League com 12 pontos, enquanto o Arsenal segue no 10.º lugar com nove pontos.

O campeão Liverpool segue na segunda posição, com os mesmos 13 pontos do Everton, e o Aston Villa, que soma menos um jogo, é terceiro, com 12 – os mesmos de Leicester (quarto) – e com possibilidade matemática de ascender a líder.

O Wolverhampton, do treinador português Nuno Espírito Santo, empatou 1-1 na receção ao Newcastle e falhou a possibilidade de entrar nos lugares de acesso à Liga dos Campeões.

'Wolves' empatam e falham assalto ao terceiro lugar em Inglaterra
'Wolves' empatam e falham assalto ao terceiro lugar em Inglaterra
Ver artigo

'Wolves' empatam e falham assalto ao terceiro lugar em Inglaterra
'Wolves' empatam e falham assalto ao terceiro lugar em Inglaterra
Ver artigo

Com cinco portugueses no ‘onze’ inicial (o guarda-redes Rui Patrício, Nelson Semedo, Rúben Neves, Pedro Neto e Daniel Podence), a equipa de Nuno Espírito Santo esteve a vitória no ‘bolso’ quando o avançado mexicano Raúl Jiménez, ex-jogador do Benfica, abriu a contagem, aos 80 minutos, mas o Newcastle acabaria por empatar já perto do fim.

Já com João Moutinho em campo (rendeu Rúben Neves, aos 83 minutos), Jacob Murphy refez a igualdade, aos 89, e impediu o terceiro triunfo seguido dos ‘wolves’.

Com este resultado, o Wolverhampton segue no oitavo posto, com 10 pontos, enquanto o Newcastle continua no 14.º posto, com oito.

O Everton, que iniciou a ronda como líder isolado, sofreu a primeira derrota na competição, ao cair no campo do Southampton, por 2-0, e foi apanhado pelo vizinho Liverpool.

Apesar do triunfo dos ‘reds’ no sábado sobre o Sheffield United (2-1), o Everton tinha hoje a possibilidade a continuar sozinho na frente da Premier League, mas acabou por ser surpreendido pelo Southampton, num encontro em que o internacional português André Gomes não saiu do banco de suplentes na equipa do italiano Carlo Ancelotti.

O Southampton resolveu o encontro na primeira parte, com golos de Ward-Prowse, aos 27 minutos, e de Che Adams, aos 35, ambos com assistência de Danny Ings.

O Everton ainda reagiu na segunda parte, mas a expulsão do lateral esquerdo francês Digne acabou por confirmar o primeiro desaire dos ‘toffees’ na Premier League.

A equipa de Ancelotti continua na frente na competição, com 13 pontos, mas tem agora a companhia do Liverpool, atual campeão.

*artigo atualizado às 22h22

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.