O estádio Fisht, em Sochi, está rodeado de medidas de segurança muito apertadas a poucas horas do início do encontro entre Portugal e Espanha, do Mundial2018 de futebol.

Desde as primeiras horas da manhã que um 'musculado' contingente de polícia, seguranças privados, aos quais se juntaram mais tarde elementos de forças especiais, estão a patrulhar a zona para garantir que tudo corre sem incidentes.

O perímetro de segurança em torno do recinto estende-se por mais de dois quilómetros, não sendo, em qualquer circunstância, permitida a passagem de veículos não autorizados.

Ainda assim, nos passeios junto à entrada principal do estádio foram colocados blocos de cimento, para travar uma possível investida de veículos sob a multidão.

Além da presença de ambulâncias e vários socorristas, haverá também agentes da PSP, de Portugal, e da Guardia Civil, de Espanha, para complementar a ação das forças russas e, sobretudo, ajudar e orientar os adeptos dos dois países.

Quanto ao processo de entrada dos apoiantes das duas seleções no estádio terá também de obedecer a rigorosas medidas de segurança e prevenção.

Todos os adeptos terão de passar por um primeiro controlo para aferir a validade do bilhete, tendo, depois, de atravessar um detetor de metais e colocar os seus sacos ou mochilas com pertences numa máquina de raio-X.

A verificação não se fica por aqui, pois segue-se uma minuciosa revista a todas a pessoas que entram no recinto, feita por agentes masculinos e femininos, onde nem o calçado é negligenciado.

Será também necessário mostrar aos elementos de segurança os telemóveis, para verificar que os mesmo estão a funcionar e não representam uma ameaça ao esconder algo ilícito.

A utilização de drones no perímetro de segurança está também fora de questão, havendo uma equipa policial especializada em detetar e neutralizar esses equipamentos.

Já durante a tarde, os adeptos dos dois países começaram a reunir-se nas artérias junto ao estádio, que fica numa extensa marginal, com algumas ruas perpendiculares onde podem ser encontrados bares, restaurantes e lojas.

Aí, adeptos portugueses e uma maioria de espanhóis, trajados a rigor, e até com algumas pinturas faciais, têm convivido num clima são e de festa, embora com uma presença, discreta, de agentes da polícia, que vão controlando as movimentações.

As temperaturas em Sochi estão elevadas, numa tarde de sol intenso, que faz os termómetros marcarem 28 graus, convidando a um mergulho no na praia banhada pelo Mar Negro, que fica mesmo em frente ao estádio Fisht.

Para hora do jogo, 21:00 locais (19:00 em Lisboa), está previsto uma temperatura um pouco mais amena, mas ainda assim a rondar os 23 graus.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.