O futuro do futebol em Moçambique esteve em debate no encontro do 1º Fórum de Scouting organizado pela Talent Spy em cooperação com o Ministério da Juventude e Desportos.

A ocupação de infraestruturas desportivas e as condições deploráveis apresentam foi, mesmo sem constar da agenda, o tema que dominou o debate iniciado com o discurso do Ministro da Juventude e Desportos, Alberto Nkutumula.

Dário Monteiro, patrono de uma academia de futebol (DM10), treinador e ex-internacional moçambicano, mostrou-se preocupado com a ocupação de espaços desportivos nos últimos tempos e defendeu que enquanto isto prevalecer, o futebol moçambicano estará impedido de se desenvolver.

“Estamos a cometer muitos erros, um dos que considero mais alarmante é a ocupação de campos de futebol localizados nos bairros, onde coincidentemente fui descoberto aos 13 anos de idade. Esta descoberta culminou com uma transferência para jogar na Europa”.

Abel Xavier (selecionador nacional de Moçambique), Pedro Fraga (CEO da empresa F3M), Ananias Couana (Presidente da Liga Moçambicana de Futebol), Luís Gonçalves (selecionador adjunto de Moçambique), Nelson Semedo (treinador do Costa do Sol) foram alguns dos oradores marcaram presença no Fórum.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.