O treinador do Sheriff, Yuriy Vernydub, considerou na quarta-feira que o Sporting de Braga de há quatro anos era mais forte, mas frisou existirem 50 por cento de hipóteses para ambos seguirem para os 'oitavos' da Liga Europa de futebol.

Os moldavos venceram em casa, na primeira mão (2-0), e defrontam os minhotos, esta quinta-feira, em Braga, na segunda mão do ‘play-off’ de acesso aos oitavos de final da segunda prova europeia de clubes.

“Estou confiante, conheço os meus jogadores. Continuo a achar que cada equipa tem 50 por cento de hipóteses. Respeito muito o Braga, mas quinta-feira vamos disputar o jogo”, prometeu o técnico ucraniano na conferência de imprensa de antevisão.

Yuruy Verydub era o treinador do Zorya quando, em 2018/19, a equipa ucraniana eliminou a ‘arsenalista’, então orientada por Abel Ferreira, na terceira pré-eliminatória da Liga Europa, com empates na Ucrânia (1-1) e em Braga (2-2).

“Continuo a achar que o Braga é uma equipa forte, mas comparativamente, a equipa de há quatro anos era mais forte”, disse.

Instado a comentar as palavras de Carlos Carvalhal, que hoje mostrou grande crença na passagem do Sporting de Braga, Yuriy Vernydub respondeu: “já ouvimos essas palavras na Sérvia [Dínamo de Zagreb], veremos quem vai passar”.

O central peruano Gustavo Dulanto, que passou pelo Boavista em 2019/20, desejou ver a equipa repetir o “grande jogo” que fez em Tiraspol.

“Conseguimos um resultado muito importante em casa, sabemos que vai ser um jogo difícil, sabemos que o Braga é uma grande equipa, mas fizemos um grande jogo em Tiraspol e quinta-feira não vai ser exceção”, disse.

Gustavo Dulanto frisou que o Sheriff fez “uma grande ‘Champions League'” e começou “a Liga Europa com o pé direito”, deixando elogios à equipa bracarense.

“O Braga mudou de nomes, mas não de ideia de jogo, continuam a querer jogar bem à bola, e jogam, gostam de jogar pelas alas, jogam no mesmo sistema, vai ser um grande jogo”, disse.

O central recordou ainda a passagem por Portugal e notou já ter vencido na ‘Pedreira’ pelos ‘axadrezados’.

“Foi aqui que começou a minha carreira internacional, num clube grande como o Boavista, que acreditou em mim, as coisas não me saíram como pensei, mas agora estou a jogar um torneio internacional. A última vez que joguei aqui, ganhámos 1-0, com um golo do Cassiano, de penálti, tenho boas lembranças deste estádio, sigo a I Liga [portuguesa], o Boavista e outras equipas”, disse.

Sporting de Braga e Sheriff defrontam-se a partir das 20h00 desta quinta-feira, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado pelo espanhol José Maria Sánchez.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.