O Rangers quer aproveitar a experiência do último jogo frente ao Benfica, em que empatou 3-3 no Estádio da Luz, no encontro de quinta-feira com as ‘águias’, na quarta jornada da Liga Europa em futebol.

“Precisamos de aproveitar e usar a experiência do último jogo com o Benfica para estes 90 minutos. Não importa o ‘11’ que vamos defrontar, sabemos que será um desafio enorme”, considerou hoje o treinador dos escoceses, Steven Gerrard.

O treinador falou na conferência de imprensa de antevisão do jogo, agendado para quinta-feira, às 20:00, no Ibrox Stadium, em Glasgow, que opõe os líderes do grupo D, ambos com sete pontos, à frente de Lech Poznan (três) e Standard Liège (zero).

“Sinto o grupo determinado, mas sinto isso desde o primeiro dia da pré-época”, indicou ainda Gerrard.

O ex-futebolista internacional inglês, que fez quase toda a carreira no Liverpool, assumiu o comando técnico dos escoceses há três épocas e lidera o campeonato da Escócia, com mais 11 pontos do que o rival Celtic, que tem menos dois jogos disputados.

Na Liga Europa, a equipa conseguiu empatar em Lisboa na última jornada, num jogo em que o Benfica ficou reduzido a 10 jogadores aos 19 minutos, por expulsão de Otamendi, mas em que ainda conseguiu chegar o empate nos ‘descontos’, depois de o Rangers ter estado em vantagem por 3-1.

“Ganhar jogos dá confiança e crença ao grupo. Mostrámos em muitos momentos do último jogo que podemos discutir e competir com o Benfica. Temos muito respeito pela qualidade do Benfica e é um jogo que encaramos com entusiasmo”, disse ainda o técnico.

Gerrard disse também que o médio Jack Ryan está em dúvida e que não existe qualquer problema com o avançado Morelos, insatisfeito no último fim de semana com a substituição no campeonato, frente ao Aberdeen.

“O Alfredo [Morelos] está bem, não queremos jogadores a rirem e felizes quando são substituídos. Está bem e preparado para jogar outra vez amanhã [quinta-feira]. É minha função gerir os jogadores, quando entender que é o momento”, considerou o treinador.

Na conferência esteve também o defesa James Tavernier, que admitiu a dificuldade do jogo, considerando que o Benfica é um dos favoritos a conquistar a Liga Europa.

“Sabemos que vai ser um jogo duro, tendo em conta que o Benfica é um dos favoritos a vencer a competição, mas acredito na equipa e, se nos mantivermos unidos e seguirmos o plano, podemos tirar partido. Temos que ser defensivamente melhores e criarmos oportunidades”, indicou o defesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.