O treinador do FC Barcelona, Quique Setién, disse hoje que espera um encontro equilibrado frente ao Bayern Munique, nos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol, considerando que a posse de bola pode ser determinante.

“Sabemos do potencial do Bayern, não o vamos minimizar. Os seus números, a capacidade para fazer bem as coisas, são incríveis. É verdade que é uma equipa extraordinária, mas nós também somos. Vai ser um jogo equilibrado. Nós também temos muito que dizer neste encontro”, afirmou.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto!

Em videoconferência, no Estádio da Luz, em Lisboa, onde na sexta-feira defronta os bávaros, Setién reconheceu que lhe preocupam “várias coisas no Bayern Munique”, mas garantiu que o FC Barcelona também pode “causar dano” nos campeões alemães.

“Digamos que vai ser um jogo em que é importante ter a bola, porque se a tivermos vamos ter de defender menos tempo. O potencial ofensivo do Bayern é muito alto. Se tiveres a bola, eles não vão conseguir causar-te problemas. Mas vai depender muito do acerto. Ontem [na quarta-feira, no encontro entre Paris Saint-Germain e a Atalanta], durante muito tempo não era a equipa que tinha mais bola que estava à frente”, referiu.

Para Setién, num clube como o FC Barcelona “a motivação é intrínseca”, desvalorizando as declarações de alguns responsáveis bávaros, que colocavam a sua equipa como clara favorita e o polaco Robert Lewandowski como melhor jogador do que Lionel Messi.

“Lewandowski é um grande futebolista, mas não está à altura de Leo [Messi]. Isso é claro. Está num grande momento, já leva 13 golos ‘Champions’ e está muito bem assistido. Mas o Leo, como vimos frente ao Nápoles, também está. É bom que estes futebolistas estejam no campo e possamos desfrutar deles”, assumiu.

O treinador reconheceu que Messi “pode ajudar a ganhar o encontro” e é “capaz de fabricar golos” sozinho, mas precisará sempre da “força da equipa”.

Setién revelou ainda que Osmane Dembelé, que não joga desde final de novembro, poderá regressar na sexta-feira aos relvados, embora apenas por alguns minutos.

O médio chileno Arturo Vidal considerou que o ‘barça’ vai disputar na sexta-feira “o jogo mais importante do ano”, garantindo que a equipa parte com “muita esperança” de vencer a Liga dos Campeões.

“O Bayern Munique está num ano espetacular, com a vitória no campeonato e na taça. Vai ser um jogo lindo, muito difícil, mas somos o Barcelona e, se fizermos o que temos de fazer, podemos passar. Vamos deixar tudo no campo”, referiu.

Assumindo gostar de eliminatórias a apenas uma mão, como acontece nesta inédita ‘final a oito’ em Lisboa, porque “as equipas têm de atacar mais”, Vidal alertou que na sexta-feira o Bayern não vai jogar “contra uma equipa da Bundesliga, mas sim com a melhor equipa do mundo”.

“Lewandowski é extraordinário, é um goleador incansável, é muito perigoso. Vai ser difícil marcá-lo. Mas a comparação é difícil, porque Leo [Messi] é de outro planeta”, afiançou.

O FC Barcelona e o Bayern Munique defrontam-se na sexta-feira, às 20:00, no Estádio da Luz, num encontro que será arbitrado pelo esloveno Damir Skomina.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.