Pepe foi o jogador escolhido para participar ao lado de Sérgio Conceição na antevisão do encontro desta quarta-feira do FC Porto contra o Manchester CIty, a partir das 20h00, a contar para a 1.ª jornada do Grupo C da Liga dos Campeões.

O defesa central falou do regresso à Liga dos Campeões, das suas expectativas para o encontro, recordou anteriores embates com equipas de Guardiola e lamentou a ausência de adeptos.

Voltar a jogar na Liga dos Campeões, prova que já ganhou várias vezes

"Sinto-me bem por voltar a esta competição e de poder sonhar em voltar a ganhá-la. Sabemos que vai ser difícil,mas o meu pensamento é querer ganhar sempre e é isso que me faz querer continuar a competir ao mais alto nível".

O que é preciso para contrariar uma equipa treinada por Guardiola

"Temos de mostrar humildade na hora de jogar. Já tive oportunidade de defrontar equipas treinadas pelo Guardiola e sei que temos de ser humildes enquanto grupo e trabalhar muito enquanto equipa para contrariar o seu futebol. Sabemos que vamos ter de o fazer para conseguir aquilo que todos queremos, que é ganhar. Mas acho que o mais importante é a equipa estar concentrada e frieza emocional nos momentos mais importantes do jogo".

Jogo sem público

"Não é vantagem para nós. O jogo perde muito sem público e o espetáculo, para ser completo, tem de ter público. Mas sabemos que estamos num momento extremamente complicado e temos de aceitar. O que temos de fazer é, os onze jogadores que entrarem em campo, tentarem dar o seu melhor para tentar ganhar. É isso que esperamos."

Se marcar tornar-se-á no jogador mais velho de sempre a marcar pelo FC Porto na Liga dos Campeões

"Para mim o que importa é continuar a ter a possibilidade de treinar todos os dias e jogar neste clube. Isso, sim, tem para mim um significado muito especial. Marcar, para mim, não é o mais importante. Procuro fazer o meu trabalho, que é defender, e ficaria muito feliz se pudesse sair daqui amanhã sem sofrer golos".

 Rúben Dias vai ser adversário, depois de há dias ter jogado a seu lado na defesa seleção

"Claro que falámos sobre esse jogo. Tenho um carinho e um respeito muito grande pelo Rúben desde o primeiro dia que ele chegou à seleção. Sempre foi um jogador exemplar na seleção e isso mostra bem o seu caráter. Fico feliz por ele estar no Manchester City, mas amanhã espero sair daqui mais feliz do que ele."

Hipóteses do FC Porto neste Grupo C

"Temos que olhar para nós próprios. Vamos dar o nosso melhor para conseguirmos a qualificação. É isso que o nosso treinador exige. Temos de trabalhar, ter dedicação e sermos competitivos. É só nisso que temos de pensar."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.