O que aconteceu na primeira mão

Na primeira mão disputada naquela cidade italiana, a Atalanta venceu o Valência por 4-1. Hans Hateboer bisou numa exibição deslumbrante da Atalanta que deixou os italianos em vantagem na eliminatória. Josip Iličić e Remo Freuler também marcaram golos espectaculares, com os estreantes na prova a darem sequência à surpreendente campanha europeia.

'Onzes' prováveis

Valência: Cillessen; Wass, Diakhaby, Coquelin, Gayà; Guedes, Parejo, Kondogbia, Ferran; Rodrigo, Gameiro

De fora: Garay (joelho), Gómez (pé), Piccini (joelho), Gabriel Paulista (suspenso), Manu Valleko (pé), Mangala (tendão da coxa), Jaume Costa (problema muscular)
Em dúvida: Rodrigo (joelho)

Atalanta: Gollini; Palomino, Caldara, Djimsiti; Hateboer, De Roon, Freuler, Gosens; Gómez, Iličić; Zapata

Em dúvida: Tolói (lesão muscular)

O que disseram os treinadores em conferência de imprensa

Albert Celades, treinador do Valência: "Preparámo-nos para este jogo o melhor possível. Somos fortes em casa e o resultado da primeira mão não reflecte exactamente o que se passou no jogo. Não penso que seja preciso um milagre para passarmos – nada disso."

Gian Piero Gasperini, treinador da Atalanta: "Claro que resultados como este [vitória por 4-1 na primeira mão] dão-nos confiança. Precisamos de marcar em Valência, bem como estar focados e defender bem. [Temos de continuar a jogar o nosso melhor] – é algo psicológico que estamos a trabalhar, porque parece que relaxamos e assumimos que o trabalho está feito quando não está. Estivemos muito bem na primeira mão, mas não vou festejar nada até terminar a segunda."

Partida marcada pelo vírus Covid-19

Covid-19: Jogo entre Valência e Atalanta da Champions sem cobertura da imprensa
Covid-19: Jogo entre Valência e Atalanta da Champions sem cobertura da imprensa
Ver artigo

A partida dos 'oitavos' da Liga dos Campeões de futebol entre Valência e Atalanta, agendada para terça-feira, vai decorrer à porta fechada e sem a presença de jornalistas, devido à epidemia do Covid-19. A epidemia do novo coronavírus no Norte de Itália levou as autoridades espanholas a decidirem que o jogo decorresse sem público.

A equipa da Atalanta é da cidade de Bergamo, que faz parte da região da Lombardia, uma das mais afetadas pelo surto do coronavírus.

Retrospetiva das duas equipas

Na fase de grupos, o Valência terminou com os mesmos 11 pontos do Chelsea no Grupo H, vencendo o grupo graças ao melhor registo no confronto direto ante o clube inglês (1-0 fora, 2-2 em casa). Somou apenas quatro pontos em casa, perdeu por 3-0 com o Ajax no segundo jogo - a único desaire no grupo - e conseguiu uma reviravolta para bater os franceses do Lille por 4-1, antes de empatar com o Chelsea.

Este é o quarto embate nos oitavos de final do Valência na Liga dos Campeões, sendo que foi batido no último deles, ante o Paris Saint-Germain em 2012/13 (1-2 c, 1-1 f). A eliminação do Inter em 2007 é o seu único triunfo nesta fase da competição, apesar de terem empatado nas duas mãos nessa ocasião, pelo que aguarda ainda a sua primeira vitória numa partida dos oitavos de final.

Há um ano, os espanhóis terminaram em terceiro lugar, atrás de Juventus e Manchester United, tendo caído para a Liga Europa. Aí, afastaram Celtic (3-0 no total), Krasnodar (3-2) e Villarreal (5-1) para chegar às meias-finais, onde foram afastados pelo Arsenal depois de perderem 3-1 em Londres e 4-2 em casa.

O registo do Valência em eliminatórias contra clubes italianos é de duas vitórias e quatro derrotas, apesar de ter vencido o duelo mais recente, ao afastar o Inter de Milão graças aos golos fora nesta fase da Liga dos Campeões de 2006/07.

Quanto à Atalanta, o emblema de Bergamo conquistou sete pontos na fase de grupos e apurou-se como segunda no Grupo C, a sete do Manchester City e com mais um que o Shakhtar Donetsk. O clube italiano conquistou apenas um ponto nas primeiras quatro jornadas e sofreu as duas maiores derrotas europeias nesta temporada, ao perder 4-0 fora com o Dínamo de Zagreb na partida de estreia, e por 5-1 na visita ao Manchester City, no segundo jogo fora de casa.

A Atalanta somou o primeiro ponto ao empatar 1-1 em casa com o Manchester City na quarta jornada. Depois seguiu-se a primeira vitória na competição, com um triunfo por 2-0 ante o Dínamo, em Milão, e logrou o apuramento para os oitavos de final ao ganhar por 3-0 na Ucrânia, ao Shakhtar, na sexta jornada.

A Atalanta foi a única equipa a estrear-se na fase de grupos em 2019/20 - foi o décimo clube italiano a figurar e o 141º no total - é um dos dois estreantes nos oitavos-de-final, juntamente com os alemães do RB Leipzig.

O clube italiano nunca tinha defrontado uma equipa espanhola nas provas da UEFA antes da primeira mão.

Sporting já esteve no caminho da Atalanta

O registo do clube italiano depois de vencer a primeira mão em casa nas competições da UEFA é de um triunfo e uma derrota. A primeira aventura europeia terminou com a eliminação frente ao Sporting na primeira eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1963/64 (2-0 c, 1-3 f, 1-3 no desempate), mas a Atalanta conseguiu a desforra do clube lisboeta nos quartos-de-final da mesma competição em 1987/88 (2-0 c, 1-1 f).

*informação extraída do site a UEFA

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.