José Mourinho pode, na quarta-feira, em Tirana, erguer o quinto título europeu da sua carreira, agora ao leme dos italianos da Roma, na final da primeira edição Liga Conferência Europa de futebol, frente aos neerlandeses do Feyenoord.

O técnico luso, de 59 anos, natural de Setúbal, regressa a um palco de uma grande decisão europeia, depois de ter conquistado a Liga Europa, em 2017, ao serviço dos ingleses do Manchester United.

Além da final atingida, Mourinho pode tornar-se no terceiro treinador, primeiro português, a vencer três competições da UEFA, no caso do técnico luso a Liga dos Campeões, Liga Europa e Liga Conferência Europa.

Mourinho pode chegar à restrita galeria de técnicos que triunfaram em três diferentes competições da UEFA, juntando-se ao italiano Giovanni Trapattoni e ao alemão Udo Lattek, ambos vencedores de Taça dos Clubes Campeões Europeus, Taça UEFA e Taça dos Vencedores das Taças.

Se apenas for tido em conta as competições da UEFA que existem atualmente, Mourinho é mesmo o único que pode vencer as três, sendo já o primeiro a marcar presença nas três finais.

Na época de estreia pela Roma, a nível interno, ‘Mou’ levou os ‘giallorossi’, que contam os compatriotas Rui Patrício e Sérgio Oliveira, ao sexto posto na Serie A, ficando imediatamente atrás da rival Lazio, com lugar na Liga Europa, mas, na nova prova da UEFA, a história é bem diferente.

Curiosamente, durante o percurso praticamente notável, Mourinho sofreu um ‘humilhante’ desaire por 6-1, frente aos noruegueses do Bodo/Glimt, em 21 de outubro de 2021, no embate da terceira jornada da fase de grupos.

Os nórdicos ‘destroçaram’ os italianos e o treinador português, que não sabia o que era um desaire tão pesado desde a goleada (0-5) que sofreu em Nou Camp pelo Real Madrid, face ao FC Barcelona, em 2010/11.

Caso bata o conjunto dos Países Baixos, Mourinho passará a ter cinco troféus continentais, após duas edições da Liga dos Campeões (2003/04 e 2009/10), uma Liga Europa (2016/17) e de uma da antecessora, a Taça UEFA (2002/03).

Além do cetro pelos ‘red devils’, Mourinho sagrou-se campeão da Europa pelo FC Porto (3-0 ao Mónaco) e pelos transalpinos do Inter de Milão (2-0 ao Bayern Munique), depois de, pelo clube da Invicta, ter arrebatado o primeiro troféu face aos escoceses do Celtic.

No que diz respeito a finais, ‘Mou’ tem um balanço extremamente positivo, com 17 triunfos para apenas oito desaires, em 25 finais.

‘Mou’ conseguiu ainda levar a Roma a atingir uma final europeia 31 anos depois, visto que a última em que o clube romano esteve presente foi em 1991, na final da Taça UEFA, que perdeu para o Inter de Milão.

Tem mais duas registadas no seu historial, a Taça das Cidades com Feiras (antecessora da Taça UEFA), em 1961, que venceu ao bater os ingleses do Birmingham, e a Taça dos Campeões Europeus, em 1984, na qual saiu derrotado pelo Liverpool nos penáltis, depois de um empate no final do prolongamento.

A final da Liga Conferência Europa, que oporá a Roma ao Feyenoord, está marcada para quarta-feira, em Tirana, capital da Albânia, e será dirigido pelo romeno István Kovács.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.