O antigo capitão do Barcelona Xavi Hernández afirmou hoje que tem o desejo de treinar a equipa espanhola de futebol, mas quer liderar um projeto que “comece do zero” e com liberdade para tomar decisões.

“Tenho a certeza de que quero voltar a Barcelona. Há alguns anos poderia meter algum respeito, mas agora que sou treinador, acho que posso contribuir com algo para os jogadores”, afirmou o atual treinador do Al-Sadd, equipa do Qatar, em declarações ao jornal La Vanguardia.

Xavi garantiu que pretende trabalhar com pessoas em quem confia, casos de Carles Puyol e Jordi Cruyff, também eles antigos jogadores do Barcelona, explicando que pretende começar um projeto de início.

“Quero deixar claro que desejo um projeto que comece do zero, em que as decisões sejam tomadas por mim”, frisou.

O antigo internacional espanhol salientou que não é necessária uma mudança na direção do clube para o seu regresso, mas apontou que pretende “estar em sintonia com todos”.

“No balneário não pode haver nada de negativo ou tóxico, tudo tem de encaixar. Gostaria de entrar com pessoas do meu ambiente, de modo a formar uma boa equipa de trabalho”, explicou.

Xavi foi um dos nomes apontados para substituir Ernesto Valverde no comando técnico do Barcelona, mas a escolha acabou por recair em Quique Setién.

O antigo capitão deixou ainda elogios a alguns jogadores do atual plantel, casos de Ter Stegen, Jordi Alba, Busquets, Messi, Suárez, De Jong ou Arthur, e salientou tentaria contratar Neymar, Jadon Sancho ou Serge Gnabry.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.