Em conferência de imprensa realizada esta quinta-feira, Robert Moreno deu a sua versão dos acontecimentos depois da sua saída polémica e defendeu-se das acusações de Luis Enrique.

O técnico considera que não tivesse aceitado substituir Luis Enrique, outro selecionador estaria neste momento no cargo.

Como se tornou selecionador

"Quando Luis Enrique disse que renunciava, o presidente da Real Federação espanhol disse-me que ia ser selecionador até depois do Europeu. Mas antes de aceitar, falou com o Luis [Enrique]. Não se sabia quanto iria durar a situação do Luis Enrique [ausentou-se por doença da filha]. Se eu não aceitasse estaria certamente cá outro selecionador."

Ruptura com Luis Enrique

"Antes da primeira concentração, tive um encontro com Luis Enrique em que ele me disse que estava orgulhoso de mim. Depois do que passou expressei-lhe o meu apoio. Foi uma surpresa quando me disse 'já não conto contigo', mas conto com o resto da equipa técnica. Fiquei em choque. Estivemos 10 dias destroçados sem saber o que fazer."

Apesar da ruptura, o antigo adjunto deseja a melhor sorte a Espanha no campeonato da Europa.

"Espero que ganha o Campeonato da Europa e fico contente que volte a treinar."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.