Lionel Messi considera que "o futebol não voltará a ser igual" depois da pandemia da COVID-19. em entrevista ao 'El País Semanal', o argentino admite sentir "uma frustração enorme" quando vê quem "não se pode despedir dos seus familiares e amigos" mortos pelo coronavírus.

"Aconteceram muitas coisas negativas nesta crise, mas não haverá nada pior que perderes as pessoas que mais gostas. Isso causa-me uma frustração enorme e é, para mim, o mais injusto de tudo", começa por dizer.

"Todos estamos na dúvida como vai ser o mundo depois do que se passou. Mas apesar do confinamento e de toda a situação que nos apanhou de surpresa, muita gente passou mesmo mal, pois esta situação os afetou de uma maneira ou de outra, como aconteceu com aqueles que perderam os seus familiares e amigos e que praticamente nem se puderam despedir deles", observou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.