O treinador do FC Barcelona, Ernesto Valverde, ainda lançou Messi a meia hora do fim, mas não evitou o empate a dois golos frente ao Celta, em jogo da 33.ª jornada da liga espanhola de futebol.

Com dois portugueses na equipa titular, Nelson Semedo e André Gomes, o FC Barcelona adiantou-se no marcador aos 36 minutos, pelo jovem francês Ousmane Dembelé, mas a formação galega logrou o empate à beira do intervalo, pelo lateral-esquerdo Jonny, num lance em que André Gomes foi batido no cruzamento para a pequena área.

Na segunda parte, os catalães voltaram a colocar-se na frente do marcador aos 64 minutos, por Paco Alcácer, mas o Celta restabeleceu o empate aos 82, por Iago Aspas, e poderia mesmo ter operado a reviravolta quase ao minuto 90, não fosse um falhanço incrível de Maxmiliano Gomez, só com o guarda-redes Ter Stegen pela frente. No entanto, o golo do empate do Celta não devia valer já que foi marcado com a ajuda do braço direito.

O treinador do FC Barcelona decidiu dar repouso à dupla atacante composta pelo uruguaio Luis Suárez e Lionel Messi, mas, com o resultado em 1-1, decidiu lançar o argentino e, quatro minutos depois, o ‘Barça’ recolocava-se em vantagem, através do referido golo de Paco Alcácer.

Com este resultado, o FC Barcelona mantém a liderança folgada, agora com 12 pontos de vantagem sobre o segundo, o Atlético de Madrid, embora tenha mais um jogo, e 16 sobre o Real Madrid, que é terceiro.

Houve mais dois jogos da 33.ª jornada da liga espanhola, o Deportivo da Corunha-Sevilha, que terminou com um nulo, apesar de a equipa andaluz ter tido o domínio territorial da partida, com 63 por cento de posse de bola contra 37 da equipa galega, e o Villarreal-Leganés, cujo desfecho foi o triunfo da equipa da casa por 2-1.

O Villarreal chegou ao intervalo a vencer por 1-0, graças ao golo do central Victor Ruiz, aos 42, aumentou a vantagem na segunda parte, aos 55, pelo internacional colombiano Carlos Bacca, mas o Leganés fez o seu tento de honra aos 82, pelo médio sérvio Darko Brasanac.

O Deportivo mantém-se abaixo da ‘linha de água’, em 18.º, com 27 pontos, a quatro do Levante, que é 17.º, lugar que garante a manutenção, enquanto o Sevilha também conservou o sétimo lugar com 48 pontos, com menos três do que o sexto, que dá acesso à Liga Europa, ocupado pelo Villarreal, enquanto o Leganés é 14.º, com 34 pontos.

*Artigo atualizado às 23h17

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.