Ousmane Dembelé ficou de fora da lista de convocados do Barcelona para a partida frente ao Atlético de Bilbao, e os motivos foram explicados por Mateu Alemany, diretor desportivo do emblema catalão. O dirigente disse hoje que o clube comunicou a Dembelé e aos seus representantes que o futebolista, que termina contrato em junho, “deve sair imediatamente”.

"Hoje, dia 20 de janeiro, a onze dias de fechar o mercado parece-nos obvio que o jogador não quer continuar no Barcelona e não está comprometido com o projeto para o futuro do clube. Perante esse cenário, foi-lhe comunicado e ao seu agente que deve sair imediatamente porque nós só queremos jogadores comprometidos com o clube e esperamos que sua transferência seja realizada antes de 31 de janeiro", disse o dirigente em declarações à Barça TV, confirmando assim a saída do avançado de 24 anos que foi contratado ao Dortmund em 2016/17. Esta temporada foi utilizado apenas em 11 jogos, tendo marcado um golo.

O aviso do diretor para o futebol acontece um dia depois de o treinador Xavi Hernández não ter convocado o jogador francês para o jogo de hoje dos oitavos de final da Taça do Rei e também ter dito que a porta de saída estava aberta, caso não renovasse.

“O Dembélé ou renova ou vai sair do clube. Não vai ficar nas bancadas a assistir aos jogos. Fui muito claro com ele. Estamos em negociações há cinco meses. Já chega. Não podemos esperar mais. Os interesses do clube têm sempre que prevalecer. Ele já disse que quer ficar, mas esta situação tem que acabar”, disse Xavi, em conferência de imprensa.

Já hoje, Mateu Alemany lembrou que as negociações para a renovação de Dembelé começaram há seis meses, com várias ofertas do ‘Barça’ e que foi tempo mais do que suficiente para o jogador decidir o seu futuro.

A partir deste mês de janeiro, o internacional francês pode assinar um pré-contrato com outro clube e o facto de não avançar com a renovação leva a que o FC Barcelona considere que não está comprometido com este emblema.

Formado no Rennes, o extremo, campeão do mundo pela França em 2018, deu nas vistas durante duas épocas no Borussia Dortmund, tendo depois rumado à Catalunha.

A imprensa espanhola tem divulgados nos últimos dias que Dembélé deverá mesmo abandonar Barcelona, com o futebol inglês a poder ser o seu destino ou até um regresso a França para representar o Paris Saint-Germain.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.