Cristiano Ronaldo dominou as manchetes entre os jogadores portugueses em ação nas principais Ligas europeias no último fim de semana, ao responder com uma grande exibição e três golos à polémica que rondou o seu nome nos dias anteriores. Também em Inglaterra, o Wolverhampton de Bruno Lage voltou a ganhar e, em Espanha, João Félix deu seguimento ao bom momento que atravessa com mais um golo. Mas houve mais portugueses em ação.

O SAPO Desporto resume-lhe o que fizeram os futebolistas lusos espalhados um pouco por essa Europa fora ao longo dos últimos dias.

Inglaterra: Ronaldo calou críticas, assinou hat-trick e tornou-se no melhor marcador da história, Wolverhampton também em destaque

Cristiano Ronaldo foi a figura do fim de semana em Inglaterra ao realizar a sua melhor exibição desde que voltou a Old Trafford e ao Manchester United. Depois de vários dias em que o seu nome esteve nas bocas da imprensa devido à repentina viagem ao Portugal após ficar a saber que não iria jogar ante o City, CR7, como em tantas outras vezes, respondeu como melhor sabe: com golos. Três, neste caso, que valeram ao United um triunfo por 3-2 na receção ao Tottenham, num jogo em que Diogo Dalot também alinhou, mas Bruno Fernandes (a contas com uma infeção com COVID19 da qual já recuperou, entretanto) ficou de fora.

Foi o o 59.º hat-trick da carreira de Ronaldo, que assim chegou aos 807 golos na carreira. De acordo com a contabilidade da Federação da História e Estatística do Futebol (RSSSF) ultrapassou, enfim, Josef Bican, avançado internacional pela Áustria e Checoslováquia, que se destacou ao serviço do Slavia de Praga e nas décadas de 1930 e 1940, totalizou 805 golos na carreira.

Ainda em Inglaterra, quem também esteve em destaque foi a legião portuguesa do Wolverhampton, treinada por Bruno Lage. Desta vez nenhum dos portugueses que estiveram em campo (José Sá, João Moutinho e Rúben Neves foram titulares, Fábio Silva, Trincão e Podence suplentes utilizados) marcou, mas Rúben Neves fez a assistência para o único golo do jogo na vitória dos Wolves no terreno Everton, onde André Gomes não saiu do banco. O Wolverhampton segue no 7.º lugar da Premier League, bem dentro da luta pelos lugares europeus.

Paolo Di Canio toma partido na eterna questão Messi ou Ronaldo: "Prefiro um humano com alma a um alien sem emoções"
Paolo Di Canio toma partido na eterna questão Messi ou Ronaldo: "Prefiro um humano com alma a um alien sem emoções"
Ver artigo

Também Cédric Soares teve razões para sorrir, ao ser titular no triunfo por 2-0 do 4.º classificado Arsenal sobre o Leicester, por quem Ricardo Pereira também alinhou de início.

Itália: Mourinho empata ao cair do pano, Mário Rui e Rafael Leão vitoriosos

Na Serie A italiana, Rafael Leão continua a ser titular indiscutível no AC Milan, líder isolado da tabela classificativa, embora desta feita tenha ficado em branco no triunfo dos 'rossoneri' sobre o Empoli. Logo atrás na tabela surge o Nápoles, que com o lateral esquerdo Mário Rui a alinhar os 90 minutos foi ao terreno do Verona (que não contou com Miguel Veloso) vencer por 2-1.

Quanto à Roma de José Mourinho, esteve perto da derrota na visita ao terreno da Udinese (por quem o ex-Portimonense Beto alinhou no ataque), mas acabou por conseguir sair de Udine com um empate a um golo graças a uma grande penalidade já no período de descontos. A turma da capital segue no 5.º posto da classificação. Rui Patrício foi titular na baliza romana e exibiu-se a um bom nível.

Espanha: João Félix voltou a marcar

Na La Liga o destaque vai, tal como tem sucedido nas últimas semanas, para João Félix. O internacional português de 22 anos voltou a ser titular no Atlético de Madrid e abriu o ativo para os 'colchoneros' logo aos três minutos no triunfo caseiro, por 2-1, sobre o Cádiz. Félix marcou cinco golos nos últimos cinco jogos.

Quem ficou, desta feita, em branco foi Gonçalo Guedes, apesar de ter sido titular no nulo do Valência em Getafe (Thierry Correia não foi convocado). Luís Maximiano não evitou a derrota do Granada (0-1) na receção ao Elche, mas outro guarda-redes luso, Rui Silva, foi mais feliz e manteve a sua baliza a zeros na receção do Bétis ao At.Bilbau, com o conjunto de Sevilha a vencer por 1-0. William Carvalho foi suplente utilizado na formação andaluz.

Alemanha: André Silva também fez o gosto ao pé

Na Bundesliga também houve golo português, com André Silva a marcar o golo que abriu caminho à reviravolta (e goleada) do Leipzig na visita ao Greuther Furth (triunfo por 1-6). Foi o sétimo golo do avançado internacional  português no ano civil de 2022 e o seu 15.º na temporada.

Noutros campos, Raphaël Guerreiro não alinhou no triunfo do Dortmund e Gonçalo Paciência saltou do banco perto do fim na vitória caseira do Eintracht Frankfurt.

França: Nuno Mendes e Danilo Pereira titulares no regresso do PSG aos triunfos, mas outros não tiveram a mesma sorte

Em França, depois da eliminação da Champions ante o Real Madrid, Danilo Pereira e Nuno Mendes foram titulares pelo PSG, que venceu (3-0) o Bordeús. Já Anthony Lopes, pelo Lyon, e Gelson Martins, também foram titulares pelas respetivas equipas mas viram-se ambos derrotados depois dos compromissos europeus de Lyon e Mónaco contra FC Porto e Braga, respetivamente.

Quem também não venceu foram Renato Sanches, Xeka e José Fonte. Os três alinharam de início pelo campeão Lille, que se ficou pelo nulo na receção ao St Etiénne e o primeiro saiu mesmo lesionado do embate, uma lesão que em principio o afastará dos jogos de Portugal no play-off de qualificação para o Mundial.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.