Uma grande penalidade, já no prolongamento, de Raúl Jiménez permitiu na terça-feira ao México regressar à final da Gold Cup de futebol, terminando com o percurso de sonho do Haiti na prova.

Depois de terem falhado a última final, os recordistas de triunfos na competição continental da América do Norte, Central e Caraíbas, com sete títulos, sentiram grandes dificuldades para afastar o surpreendente Haiti, que nunca tinha chegado tão longe.

Apesar do maior domínio da ‘tricolor’, o único golo da partida acabou por surgir apenas ao terceiro minuto do prolongamento, pelo ex-avançado do Benfica, que sofreu e concretizou o penálti decisivo.

O Haiti esteve perto de obrigar ao desempate por grandes penalidades, aos 119 minutos, mas o remate de Gabriel Cantave acabou por ser parado pela barra.

Na final, que se joga domingo, em Chicago, o México vai defrontar os anfitriões Estados Unidos ou a Jamaica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.