Depois do empate a um golo na sexta jornada, o ASA consentiu uma derrota na recepção ao Desportivo da Huíla (1-3), em jogo da 21ª jornada do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão, disputado no estádio dos Coqueiros, em Luanda.

Os aviadores até entraram dominantes, com sucessivos lances perigos, porém acabavam sem eficácia na finalização.

Um dos mais flagrantes momentos registou-se aos 26 minutos, com Amarildo, isolado, com tudo para abrir o marcador, mas preferiu o remate à distância facilitando assim a defesa do guarda-redes Ndulo.

Minutos depois, Gebusa rematou forte, mas Ndulo respondeu à altura. Nessa etapa, os visitantes privilegiaram uma postura defensiva.

O nulo prevaleceu ao cabo dos primeiros 45 minutos. No reatamento, houve um cenário diferente, o Desportivo da Huíla entrou mais ofensivo para justificar a terceira posição da classificação, enquanto o oponente está na linha de despromoção.

Aos 52 minutos, Beto, após receber um passe de rotura, tentou visar a baliza de Feliciano, mas este evitou o pior. Quatro minutos depois, o guarda-redes Feliciano foi incapaz de parar o remate de Sargento, que assim inaugurou o marcador.

O golo provocou no seio da equipa aviadora um clima de desconcentração, bem aproveitada pelo Desportivo para ampliar o placar.

Aos 70 minutos, Beto driblou um defesa dentro da área e atirou fraquinho mas teve a “colaboração” do guarda-redes Feliciano para o 0-2.

Os médios Gogoró e Kibeixa tentavam vários remates à distância para recuperar o fôlego ofensivo do ASA, mas saíam fora do alvo.

A sete minutos do tempo regulamentar, os anfitriões consentiram o terceiro golo, por Pedro, que rendera Beto, havia 12 minutos.

Até o fim do jogo, o melhor que o ASA pôde fazer foi marcar o tento de honra, de autoria de de Kibeixa, na marcação de grande penalidade, aos 85 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.