Os jogadores do Saurimo FC terminaram temporariamente a greve mantida desde segunda-feira com a promessa do governador da Lunda Sul, Daniel Neto, de estímulos monetários após o jogo de sábado contra o 1.º de Agosto, para a 24.ª jornada do Girabola2018/19.

A equipa que esta sexta-feira voltou aos treinos, reclama o pagamento de seis meses de salários em atraso, tendo recebido garantias de que a situação será resolvida em função de encontros mantidos com empresários locais.

Em declarações à imprensa, o capitão do conjunto, Dudu, afirmou que caso a promessa do governador não for cumprida haverá regresso à greve, acrescentando que se exige, no mínimo, o pagamento de três dos seis meses de mensalidades em falta.

“Decidimos quebrar de forma temporária esta greve porque o governo garantiu resolver parte do problema e vamos a Luanda para tentar conquistar os três pontos muito importantes, uma vez que nos encontramos na zona de despromoção”, explicou.

No treino matinal, a equipa lunda trabalhou aspectos técnicos e tácticos, recuperação de bola, marcação de livres e penalidades.

Fontes do clube revelaram à Angop que para a solução da situação se precisa de mais de 90 milhões de Kwanzas.

O representante da Lunda Sul na presente edição do Girabola ocupa a 16.ª e última posição com 15 pontos. A prova é liderada pelo 1.º de Agosto com 48.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.