O presidente da UEFA, Alexander Ceferin, providenciou a oferta de 300 mil máscaras de proteção à Eslovénia, para fazer face à pandemia de Covid-19, confirmou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros esloveno.

“Falei com o meu amigo Jack May, expliquei-lhe que tínhamos um problema e se poderia ajudar. Ele entrou em ação no mesmo dia”, explicou o dirigente desportivo, recordando o contacto com o fundador da plataforma de comércio na Internet Alibaba.

A Fundação Alibaba anunciou que o avião com cerca de 1,5 milhões de máscaras, entre as quais as destinadas à Eslovénia, mas também a França e Bélgica, já estão no aeroporto de Liège, de onde serão expedidas para os destinos finais.

O novo coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 220 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.000 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 85.500 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro de 2019, e espalhou-se por mais de 176 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de hoje, a Direção-Geral da Saúde elevou o número de casos confirmados de infeção para 785, mais 143 do que na quarta-feira. O número de mortos no país subiu para três.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.