A Agência Antidopagem Espanhola (AEPSAD) anunciou esta quarta-feira a abertura de uma investigação ao russo Denis Cheryshev, uma das revelações do Campeonato do Mundo e que atualmente defende o Valencia.

"Foi aberta uma investigação para conhecer todos os fatos relativos a este caso", indicou à AFP um porta-voz da agência AEPSAD.

"A investigação vai ser feita com em colaboração com a agência antidoping russa e em contato permanente com a Agência Mundial de Antidopagem (AMA), que tem conhecimento do assunto e saberá das conclusões", indicou.

"Em nenhum momento se fala de um suposto doping, porque não estamos diante de uma análise adversa", destacou o porta-voz.

Segundo o jornal russo Sport-Express, a investigação terá começado após entrevista do pai de Cheryshev. O ex-avançado Dmitry Cheryshev garantiu ao jornal Sport Week-End que seu filho recebeu injeções de hormonas de crescimento quando jogava no Villarreal para recuperar de uma lesão durante o Mundial deste ano.

Tomar hormonas de crescimento sem autorização médica pode levar à suspensão por quatro anos. Dmitry Cheryshev afirmou depois que suas palavras foram manipuladas pelos jornalistas.

"À raiz das declarações que foram feitas antes deste caso, a agência espanhola deseja conhecer todos os dados para poder ter acesso à toda informação", declarou o porta-voz da AEPSAD, sem precisar se falava das palavras de Dmitry Cheryshev.

Denis Cheryshev foi emprestado ao Valencia nesta temporada e disse que não tem nada a esconder.

"Acho que será melhor deixar este assunto para os médicos, que fizeram tudo segundo as regras", afirmou o jogador de 27 anos a Sport-Express. "Da minha parte, tudo foi honesto e acho que não terei problemas", acrescentou.

Cheryshev foi a revelação da Rússia e marcou quatro golos no Campeonato do Mundo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.