O Pau, do terceiro escalão do futebol francês, foi hoje ‘tomba-gigantes’ ao eliminar o Bordéus, treinado pelo português Paulo Sousa, com um triunfo no prolongamento por 3-2, apurando-se para os oitavos de final da Taça de França.

A equipa de Paulo Sousa, que vinha de uma série de quatro derrotas consecutivas no campeonato, que a fizeram cair para o 13º lugar da I Liga, confirmou o mau momento que atravessa com mais uma exibição paupérrima perante um adversário inferior, mas que mostrou mais vontade de vencer.

O Pau inaugurou o marcador aos 23 minutos, pelo médio senegalês Mousthapa Name, o Bordéus empatou à passagem do minuto 41, pelo avançado nigeriano Josh Maja, mas dois minutos depois a equipa da casa recolocou-se na frente do marcador, pelo avançado da Gâmbia, Yankuba Jarju, a pôr justiça no marcador.

A primeira parte do Bordéus foi tão pobre em termos exibicionais que a equipa só podia subir de rendimento na segunda, período durante o qual foi empurrando o adversário para as imediações da sua área e criando oportunidades de golo, das quais finalizou apenas uma, aos 81 minutos, por Nicolas De Preville, que Paulo Sousa lançara aos 73, a render o autor do primeiro golo da sua equipa, Josh Maja.

O empate levou o jogo para prolongamento e quando se pensava que o Pau iria quebrar, a verdade é que os seus jogadores apelaram às suas reservas de energia para levarem, no mínimo, o jogo para os penáltis.

No entanto, o médio marroquino do Bordéus, Youssef Ait Bennassen, ao querer atrasar a bola para um colega, colocou-a nos pés de Lamine Gueye, que entrara aos 71 minutos para o lugar do senegalês Cheikh Sabaly, que finalizou à entrada da área com um remate rasteiro, colocando o Pau nos oitavos de final da Taça de França e deixando Paulo Sousa em ‘maus lençóis’ no comando técnico do Bordéus.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.