A Associação Escola de Futebol Kriolinhos manifesta a sua gratidão pelo gesto do jovem futebolista cabo-verdiano do Sporting Clube de Portugal Jovane Cabral, por este ter aderido à campanha para angariação de cestas básicas para alunos desta colectividade de formação.

O mentor desta “academia” de futebol, o futebolista Barrusco, disse à Inforpress que o extremo do clube de Alvalade XXI agraciou “Kriolinhos” com um donativo no âmbito desta campanha de solidariedade com a qual se pretende levar “sorrisos bonitos ao longo desta quarentena” para cerca de 300 crianças.

Futebolista da cidade de Assomada, em Santa Catarina de Santiago, Jovane Cabral, 21 anos, representa a equipa principal do Sporting Clube de Portugal desde 2016, altura em que alinhava na equipa B.

Barrusco adiantou que com mais este gesto, as crianças da escola do bairro de Achada de Santo António se sentem recompensadas, já que lhes permitem manter-se em “quarentena tranquila”, durante este estado de emergência por que passa o País, motivada pela luta contra a pandemia do coronavírus da covid-19.

Barrusco afirmou que com mais este gesto solidário, vindo da diáspora, Jovane Cabral seguiu o exemplo protagonizado pelo guarda-redes internacional cabo-verdiano, Vozinha, directamente do Chipre, onde representa o AEL Limasol que se tornou no primeiro futebolista a aderir à campanha.

Para Barusco, todo o apoio é bem-vindo, quer seja arroz, óleo, farinha quer leite, frutas, de entre outros produtos alimentares, para suprimir a carência alimentar das crianças “consideradas o futuro de amanhã”.

O futebolista indicou que a escola conta com alunos de diferentes pontos da cidade, em representação das categorias de sub-12 (18 crianças), sub-15 (28) e sub-17 (28).

A Associação Kriolinhos participa sistematicamente nos campeonatos de formação na Cidade da Praia e tem vindo a contribuir para a formação de jovens talentos no futebol desta região desportiva.

Cabo Verde conta 90 casos da covid-19, distribuídos pelas ilhas da Boa Vista (54), de Santiago (35), e de São Vicente (1). Um destes casos, um turista inglês de 62 anos – o primeiro diagnosticado com a doença no país, em 19 de março -, acabou por morrer na Boa Vista, enquanto outro dos doentes já foi dado como recuperado.

Desde 18 de abril que está em vigor um segundo período de estado de emergência, mantendo-se suspensas as ligações interilhas e a obrigação geral de confinamento, além da proibição de voos internacionais.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 200 mil mortos e infetou mais de 2,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.