O clube de futebol alemão Borussia Dortmund revelou hoje que anulou a digressão de verão prevista para a Ásia, devido aos riscos associados ao surto de covid-19.

“Lamentamos muito porque sabemos o quanto as pessoas querem ter-nos perto delas”, disse o dirigente do vice-campeão alemão Carsten Cramer.

O Dortmund, oito vezes campeão germânico e que em 1997 conquistou a Liga dos Campeões, não tinha revelado ainda dados sobre a digressão agora cancelada.

O dirigente admitiu que o clube vai “estudar várias ofertas” para estágio, à semelhança do que fez na época passada quando o fez nos Estados Unidos, assumindo que a equipa só sairá do país “com condições 100 por cento seguras para todos os elementos”.

O surto de Covid-19, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortos e infetou mais de 90.300 pessoas em cerca de 70 países e territórios, incluindo duas em Portugal.

Das pessoas infetadas, cerca de 48 mil recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países.

Além de 2.943 mortos na China, onde o surto foi detetado em dezembro, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América, San Marino e Filipinas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional de risco “muito elevado”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.