O treinador do Augsburgo, Heiko Herrlich, vai falhar o regresso da liga alemã de futebol, depois de ter quebrado as regras de quarentena, estabelecidas devido à pandemia da covid-19, ao sair do hotel para comprar pasta de dentes.

O treinador, de 48 anos, foi contratado em março, dias antes da suspensão da Bundesliga devido à pandemia, e faria no sábado a estreia à frente do Augsburgo, que recebe o Wolfsburgo, em jogo da 26.ª jornada.

“Cometi um erro ao deixar o hotel”, reconheceu Herrlich, que saiu para comprar pasta dentífrica e um creme para a pele, violando o estabelecido no protocolo com as autoridades sanitárias para um regresso seguro da competição.

O treinador admitiu que pertence a um “grupo de risco”, por ter tido uma doença grave em 2000, e disse que, apesar de ter seguido todas as regras de higiene na sua saída, não estará no treino de hoje, nem no jogo de sábado.

Num momento em que a Bundesliga se prepara para ser o primeiro grande campeonato a retomar a atividade, o Borussia Dortmund, no qual alinha o português Raphael Guerreiro, disse que libertará do compromisso de jogar os futebolistas que não o queiram fazer.

“Se alguém tem dúvidas ou medo olharemos para a situação de forma racional e damos a liberdade de não jogar”, referiu o diretor desportivo do Borussia Dortmund, segundo classificado da liga alemã, a quatro pontos do líder Bayern Munique.

A Bundesliga recomeçará no sábado com jogos à porta fechada, 66 dias após a paragem e com um plano rigoroso de prevenção de contágios da covid-19, com o objetivo de terminar a competição no último fim de semana de junho.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede na Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou quase 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

A Alemanha registou até hoje quase 180.000 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus e cerca de 8.000 mortes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.