O reinado de Mircea Lucescu à frente do Dinamo Kiev durou pouco tempo, muito pouco tempo, mais precisamente... quatro dias.

O técnico romeno tinha sido apresentado como treinador do Dinamo Kiev no passado dia 23 de julho, depois de já ter treinado o Shakhtar Donetsk, o grande rival do Dinamo, anteriormente na sua carreira. E foi esta ligação ao clube atualmente treinado por Luís Castro que ditou o fim da curta passagem pelo Dinamo.

Isto porque a contratação de um antigo treinador do Shakhtar não caiu bem junto dos ultras do clube, que ameaçaram Lucescu, como o próprio explicou numa declaração ao site romeno "GSP".

"Infelizmente, decidi terminar uma possível colaboração com o Dinamo Kiev. (...) Era um possível trabalhar numa atmosfera de hostilidade vinda especialmente dos adeptos Ultras, cujo apoio é tantas vezes necessário à equipa. (...) Não posso aceitar que os próprios fãs atuem contra os interesses do clube", disse.

O Dinamo de Kiev seria o 15.º clube/seleção que Lucescu comandaria. O romeno levou o Shakhtar Donetsk à conquista de oito ligas ucranianas entre 2004 e 2014, tendo ainda vencido um Taça UEFA em 2008/2009.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.