José Roquette, antigo presidente do Sporing, considera que a venda do capital da SAD seria a melhor opção, numa altura em que o clube atravessa uma grave crise financeira.

"Penso que seria uma boa solução mas vender a maioria do capital levanta questões que são transversais e que podem trazer alguma turbulência. Se realmente se pretende que o Sporting tenha uma perspetiva internacional e que, a esse nível, possa marcar o desporto de alguma forma, isso é praticamente inexorável. Somos um país pequeno e o nível de acionistas e de adeptos é aquele que se conhece. Portanto tem de se encontrar quem de fora queira investir neste sector, até porque é um sector que assegura investimentos com retorno", disse o antigo dirigente dos leões, em declarações a Bola Branca da Rádio Renascença.

José Roquette lembra ainda que o Sporting vai demorar a voltar à rota dos títulos e pede paciência aos adeptos.

"O Sporting passou por um problema único na história das instituições desportivas do nosso país e isso não se resolve do dia para a noite. Ainda estamos a viver as sequelas do que aconteceu em Alcochete. Tenho que temperar a minha ambição de sportinguista relativamente àquilo que pode acontecer no decorrer desta época, visto que não se fazem milagres nestas circunstâncias. É preciso perceber que absorver o impacto daquilo que aconteceu em Alcochete vai demorar tempo. Contudo, estou confiante que o Sporting vai ultrapassar o que aconteceu há dois anos."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.