É uma história inusitada. O congolês Hiannick Kamba foi encontrado com vida na Alemanha, depois de ter sido dado como morto há quatro anos atrás.

É o 'Bild' que conta que o ex-jogador afinal trabalha numa empresa energética na região de Ruhr.

Promessa do Schalke, o congolês agora com  33 anos foi dado como morto em 2016, depois de um acidente de viação no Congo em 2016, notícias que chocaram o clube de Gelsenkirchen.

Mas agora o jornal alemão Bild revela que a mulher de Kamba terá simulado a morte do então companheiro para receber o dinheiro do seguro.

"Kamba terá sido abandonado por amigos durante uma noite em janeiro de 2016, no Congo, ficando sem documentos", referiu o procurador Anette Milk.

O antigo futebolista entretanto regressou à Alemanha, a quem pediu asilo na primavera e 2018, recuperando o trabalho na mesma empresa.

Agora Kamba deve ser testemunha no caso que está a ser investigado pelas autoridades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.