Em declarações à Renascença, Domingos Paciência não compreende toda esta onda de entusiasmo à volta de Jorge Jesus.

"São os primeiros passos de Armstrong na Lua e os primeiros passos de Jesus no Brasil", afirmou prosseguindo.

"É bom para o futebol português, é bom para o treinador português, mas isto não me diz que abra portas para o treinador português no Brasil", refere o técnico que estranha o facto de se não verem treinadores portugueses no Brasil, até à chegada de Jesus.

"Das duas, uma: ou porque os treinadores portugueses não queriam ir, ou porque os brasileiros não viam competência no treinador português".

No entanto, Domingos reconhece o "bom trabalho" do técnico português no Flamengo.

"Não há dúvidas de que Jesus fez um bom trabalho, em poucos meses deu ao Flamengo aquilo que o clube queria há muitos anos. É um feito de enaltecer, é uma vitória dos portugueses no Brasil mas não pode ser uma vitória de todos os portugueses. É um clube e não um país."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.