Os clubes portugueses reportaram à UEFA um orçamento anual médio de 1,8 milhões de euros para desenvolvimento e formação das camadas jovens, o nono valor mais alto na Europa, de acordo com um relatório hoje divulgado.

Segundo este documento, divulgado pela UEFA, o país recebeu, na última década, 24 milhões de euros em pagamentos solidários por parte daquele organismo para clubes que não se qualificaram para competições europeias nos últimos 10 anos, pagamentos "especificamente dedicados ao financiamento da formação".

No que toca aos orçamentos, estes variam de 500 mil euros anuais até oito milhões de euros anuais, com a UEFA a não divulgar a quem cada um pertence, dos sete clubes que colaboraram: FC Porto, Benfica, Sporting, Rio Ave, Sporting de Braga, Vitória de Guimarães e Marítimo.

Com contributos de sete clubes para o relatório da UEFA, que considera o documento "inovador", o Centro de Inteligência do organismo de cúpula do futebol europeu analisou 12 instalações de treino em Portugal.

Em média, estas infraestrutura têm 29 anos desde que foram inauguradas, com 6,5 campos de futebol, quatro de relva natural e 2,5 de relva artificial, e 67% destes pertencem aos clubes, além de uma taxa de 100% de disponibilidade de equipamentos de ‘fitness' e outro acompanhamento técnico.

O número de ‘staff' dedicado aos jovens é alto, aponta a UEFA, assim como a criação de situações de acomodação e hospitalidade para os jovens, na proximidade das instalações de treino (em 71% dos casos), embora "a disponibilidade de instalações ‘indoor' (29%) seja relativamente baixa".

Outro dos dados relevantes é que das instalações analisadas em Portugal, o uso pelas equipas femininas destes clubes é de apenas 29%.

O relatório global conta com contributos de 673 clubes, analisando 950 infraestruturas de treino, com a UEFA a revelar que os pagamentos de solidariedade, para toda a Europa, nos últimos 10 anos ultrapassaram os mil milhões de euros, formando "uma grande parte dos orçamentos para o desenvolvimento jovem".

Assim, "o orçamento total anual estimado dos orçamentos para desenvolvimento jovem nos clubes europeus de primeira divisão em 2020 é de 870 milhões de euros", com 53 clubes a inaugurarem novos centros de treinos entre 2018 e 2020, em 33 países diferentes, com mais 27 instalações em desenvolvimento.

"O investimento dos clubes europeus de primeira divisão em infraestruturas de treino ao longo dos últimos cinco anos ultrapassou os mil milhões de euros", aponta o relatório, que diz que "76% dos clubes com futebol feminino" partilham as instalações entre as duas equipas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.